Engenharia biomédica

A engenharia biomédica é uma das áreas de pesquisa com rápido crescimento. Ela combina os mais recentes conceitos de medicina, biotecnologia e  engenharia para a concepção de uma variedade de tecnologias, tais como, matrizes de suporte para o crescimento de células, tecidos artificiais e dispositivos biomédicos implantáveis.
 
As propriedades de superfícies e as interações entre o material e o tecido são as chaves para predizer a biocompatibilidade do material com o corpo. Isto é particularmente importante na concepção de implantes confiáveis, tecidos artificiais e substituições ósseas, entre outros.
  • Os MEVs da TESCAN são instrumentos ideais para a caracterização de biomateriais com alta resolução. Seu sistema Wide Field Optics™, permite uma fácil navegação na amostra com ampliações muito baixas e em tempo real.
  • Uma vez que a região de interesse é localizada, a coluna do MEV pode ser facilmente ajustada para, ou uma grande profundidade de campo, ou para uma elevada resolução, garantindo os detalhes de amostra em grandes ampliações.
  • Todos os instrumentos podem ser facilmente equipados com uma grande variedade de detectores e acessórios analíticos, tais como analisadores EDS e EBSD e espectrômetros Raman para a composição detalhada e análises estruturais de biomateriais.
  • Amostras não revestidas e altamente carregáveis podem ser observadas tanto através de baixas tensões de aceleração ou então, sob condições de pressão variável no modo UNIVAC. Com nossos sistemas MEV-FIB dedicados, pesquisadores podem seccionar diretamente as amostras, investigando as interfaces material-tecido ou reconstruí-las em 3D.
Engenharia biomédica
Microfibras de polímeros com nanopartículas de prata

Nota de Aplicações Relacionadas

Investigation of cell spreading on bioceramic materials
In the field of current implantology, the conventional usage of titanium alloys is being replaced by ceramic materials. Bioceramics are made by sintering of the ceramic powders (e. g. zirconia or alumina powders) and they are characterized by excellent hardness and tribological properties. Zirconia ceramics are becoming prevalent among biomaterials used in dental implantology. The aim of this study was to investigate osteoblastic spreading in contact with various oxide ceramics. The spreading of the osteoblastic cells MG63 on the zirconia and alumina surfaces was observed using a MIRA3 FEG SEM in the low vacuum mode in order to evaluate the biocompatibility of these ceramic materials.
pdf – 3,4 MB
Spreading of the osteoblasts on the zirconia ceramics
Spreading of the osteoblasts on the zirconia ceramics
Low temperature scanning electron microscopy for Life Sciences
Low temperature scanning electron microscopy (Cryo-SEM) has become an established technique for capturing and observing biological samples close to their natural state. It is a method of choice, where the traditional sample preparation (e.g. critical point drying) causes unwanted changes in the sample structure. A Cryo-SEM workflow typically involves sample fixation using either flash-freezing in a liquid nitrogen slush or high-pressure freezing. The frozen samples are then transferred under vacuum to a cryo sputter coater, where they are coated with a conductive layer of metals or carbon. Finally, the samples are inserted into a SEM chamber equipped with a cryo-stage and observed in high vacuum environment.
pdf – 4,8 MB